BOAS-VINDAS

O quadro efetivo da ARSETE ganhou um novo integrante na última sexta-feira (26). O engenheiro civil, Bruno Duarte Moura, tomou posse no cargo de analista de Regulação. O servidor foi aprovado em concurso unificado organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC) para a Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) com 118 vagas em diversos setores. O certame foi realizado em 2016, com homologação em 2017, abrangendo as categorias de nível médio, técnico e superior.

Natural de Teresina, Bruno diz ter tido várias intercorrências na vida pessoal e transtornos trazidos pela pandemia. “Passei por muitas situações difíceis na espera dessa nomeação. Mas acredito que tudo na vida acontece por algum motivo e não foi à toa que fui enviado para a ARSETE. Espero somar e contribuir para fortalecer o trabalho feito pela agência, atuando de forma célere, eficiente e humanizada”, lembra o engenheiro.

Institucionalizado pela Constituição Federal de 1988, o concurso público é o elo entre a Administração e o seu princípio da eficiência. É a forma mais eficaz de oferecer transparência, qualidade e isonomia ao serviço, através de um processo seletivo pautado pela legalidade. A entrada de mais um servidor concursado no Executivo municipal garante um atendimento capacitado e de maior qualidade à população, além de mostrar que os concursos públicos são compromisso e prioridade na atual gestão.

Bruno Duarte e Adolfo Nunes, presidente da ARSETE

 

Equipe da ARSETE

 

ARSETE FISCALIZA LIMPEZA DA LAGOA DO MAZERINE

Uma equipe de limpeza da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) está trabalhando na região do Parque Lagoa do Norte. Nesta terça (23), a Arsete esteve na Lagoa do Mazerine (bairro Nava Brasília), que faz parte do complexo hidrográfico do parque, para conferir o trabalho executado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH). Os esforços estão concentrados em fazer o manejo de aguapés, retirada de resíduos sólidos e limpeza das áreas da margem da lagoa. A ação favorece a preservação do ambiente, da saúde e qualidade de vida das pessoas.

AGÊNCIA CONFERE FASE FINAL DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA NO ITAPERU

Obra da Estação Elevatória de Esgoto no bairro Itaperu

Nesta terça (23), a Arsete fez o acompanhamento in loco da fase final das obras da Estação Elevatória de Esgoto, localizada no bairro Itaperu, zona Norte de Teresina. O presidente, Adolfo Nunes, acompanhado do diretor administrativo-financeiro, Luiz Costa, conferiram os últimos detalhes desse trabalho realizado em parceria com a Águas de Teresina. O investimento total é de aproximadamente 4,5 milhões de reais.

Os serviços têm mostrado agilidade, rapidez e qualidade técnica, e fazem parte de um conjunto de iniciativas do programa Lagoas do Norte para atender a antigas demandas da população sobre segurança e infraestrutura, além de reforçar o avanço da cobertura sanitária na cidade.

“Ampliar o acesso das famílias a um esgotamento de qualidade trará dignidade aos moradores dessa região, que enfrentam problemas há mais de 20 anos. Isso também irá refletir na prevenção de doenças, no desenvolvimento do comércio e da economia”, disse Adolfo.

ARSETE VISITA ATERRO MUNICIPAL DE TERESINA

Na manhã desta quinta (28), a ARSETE visitou o Aterro Municipal de Teresina, no bairro Angelim, zona sul da cidade. Os diretores e técnicos foram recebidos pelo assessor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), Robespierre Leite, que apresentou as instalações e a rotina das operações.

Ao contrário do lixão, o aterro é a forma ambientalmente correta e organizada de destinação dos resíduos sólidos do município, provenientes de residências, indústrias, hospitais e construções. O projeto é todo voltado para evitar a contaminação do solo, do ar e da água, incluindo o lençol freático, em obediência aos requisitos da NBR 8849-92.

Na ocasião, foram verificados os processos de controle, pesagem, triagem e recolhimento de recicláveis, com potencial econômico para catadores devidamente cadastrados. Em seguida, o material remanescente é disposto em superfície impermeabilizada e coberto com camadas de solo. O chorume originário das duas células do aterro é coletado, direcionado e tratado adequadamente.

ARSETE E OS RESÍDUOS SÓLIDOS

A visita proporcionou um melhor entendimento pela equipe acerca da logística e funcionamento das instalações, além do trabalho desempenhado pela SEMDUH juntamente com o Consórcio Teresina Ambiental. A atividade in loco foi apenas uma parte dos esforços da ARSETE para familiarizar-se com as atividades relativas ao manejo desse setor na capital.

Conforme prevê projeto de concessão, caberá à Agência a regulação e fiscalização dos serviços de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destinação final de resíduos sólidos domiciliares (RDO) e de conservação urbana (RPU) de Teresina.

ARSETE ACOMPANHA OBRAS DE ESGOTAMENTO NA ZONA NORTE

ARSETE ACOMPANHA OBRAS DE ESGOTAMENTO NA ZONA NORTE

Estão a todo vapor as obras de esgotamento sanitário da Prefeitura, em parceria com a Águas de Teresina, nos bairros Aeroporto, Itaperu e Parque Alvorada, na zona Norte.  A nova rede coletora incluirá duas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE), beneficiando mais de 12 mil teresinenses da região. No mês de julho, o diretor-presidente da Arsete, Adolfo Nunes, acompanhou o prefeito com sua comitiva e técnicos em visita para fiscalizar de perto a fase inicial do projeto no Itaperu. Nossa equipe esteve, novamente, em vistoria no local na manhã desta quinta-feira (14) e pôde conferir grande avanço dado em pouco mais de dois meses na construção, que se encontra em fase de conclusão. (Nas fotos, é possível ver o antes e o depois)

Andamento da obra no dia 24/07/2021

Fase de conclusão – dia 14/10/2021

Orçamento

O valor investido nas estações é em torno de R$ 4.403.560,27. Para isso, uma linha de recalque de esgotos também está sendo implantada na Rua Campo Maior, no Bairro Alvorada, zona Norte. O custo, orçado em R$ 12.383.158,28, faz parte do pacote do programa Lagoas do Norte e pretende atender a antigos problemas relatados pelos moradores.

As obras contam com o apoio de equipes capacitadas e com que há de mais moderno em equipamentos e insumos no setor de saneamento básico.

O que é uma Estação Elevatória de Esgoto (EEE)?

A EEE é uma estrutura que encaminha os efluentes sanitários até uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), através de moto-bombas submersíveis com mecanismo de bombeamento dos dejetos de um ponto mais baixo para um ponto mais elevado. Isso evita que grandes volumes de sujeira se acumulem e provoquem entupimento e problemas estruturais nas tubulações. Além disso, o esgoto fica disponibilizado para ser tratado nas unidades físicas da ETE.

Impactos

A importância desses investimentos vai desde melhorias na qualidade de vida das pessoas à valorização imobiliária e desenvolvimento do turismo para a cidade. Com a aprovação do novo Marco Legal do Saneamento (Lei Federal 14.026/2020), no ano passado, os estados e municípios ficam com a obrigação de ter a coleta e o tratamento dos esgotos ampliados para 90% de cobertura até 2033.

A gestão municipal segue alinhada ao Plano de Investimento em Esgoto, que foi apresentado à cidade em 2018, que traz diretrizes para projetos, obras e investimentos para que toda a área urbana da capital tenha acesso ao serviço sanitário.­­­­­­­­­­­­­­